segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Curso de História da Igreja I - Início em Fevereiro de 2012 d.C aos sábados das 14h às 18h - no Seminário Teológico Trindade - com o Prof. Luis Cavalcante - Presidente: Prof. Dr. Paulo Romeiro





CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Instituição: Academia Bíblica – (Seminário Teológico Trindade)
Igreja Cristã da Trindade - http://www.ictrindade.com.br

Disciplina: História da Igreja I (Uma introdução) - Carga horária: 36 horas/aula
Professor: Luis Cavalcante* – E-mail: professorluiscavalcante@bol.com.br
Blog da Disciplina: http://historiareformacional.blogspot.com                               


EMENTA

Estudo da História da Igreja I a partir da tradição Reformada, Puritana e Reformacional.


OBJETIVOS

Prover os alunos com um entendimento claro do objeto de análise da História da Igreja e dos instrumentos metodológicos empregados por essa disciplina. Compreender as relações entre a análise da História da Igreja  e sua prática e dinâmica pastoral, social e cultural.

Formar e motivar uma reflexão teológica-filosófica-histórica embasada a partir de uma tradição reformada e evangélica. A teologia cristã, a filosofia cristã, a ética cristã, a cultura cristã, a epistemologia e conhecimento cristão são as bases para o desenvolvimento do pensamento político, econômico, sociológico, jurídico e educacional reformado-calvinista de alto nível intelectual e piedoso para fazer frente como alternativas viáveis e inteligentes para um mundo secularizado, mundanizado, fragmentado e jogado em suas próprias incoerências e contradições niilistas, destrutivas e ilusionistas.

Desenvolver urgentemente uma “mente cristã”. Aprendermos a pensar de forma cristã, a partir de categorias cognitivas cristãs e avançar no crescimento de uma epistemologia e hermenêutica cativa ao SENHORIO DE CRISTO.

Excluir elementos do historicismo na análise da História da Igreja. Estudar a História a partir de ferramentas cristãs, que levam as chaves hermenêuticas da criação-queda-redenção para analisar a História e não ferramentas sofísticas como o naturalismo metodológico e filosófico com as suas crias mutantes como o deísmo, materialismo, humanismo idolátrico, secularismo, marxismo, niilismo, existencialismo, relativismo, desconstrucionismo e neo-paganismo cabanístico, com suas vertentes orientais e ocidentais. Não existe História ou análise histórica que tem como prisma a exclusão do SENHOR DA HISTÓRIA. Para ser História, precisa ser história teísta. A soberania divina não é uma doutrina teórica, mas, um incentivo prático que deve desafiar os cristãos à conquista de novas áreas para o seu SENHOR.

Tornar o estudo da história da Igreja cristã uma inspiração. Adquirir consciência histórica-não-materialista de que DEUS está, realmente, operando a salvação do gênero humano no mundo em que vivemos. Impossível pensar História e historiografia sem o Autor e Providenciador da História.




CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:


11/02 - Tema 0 – Introdução, apresentação do curso, as avaliações, trabalhos e dinâmicas

Parte 1/4 - História da Igreja Antiga [5 a.C. — 590 d.C.]

25/02 - Tema 1 – Paixão e Humildade pela História Humana, História da Igreja Cristã e a História de DEUS.

03/03 - Tema 2 – O Avanço do Cristianismo no Império até o ano 100 d.C
1. A plenitude dos tempos, 31
2. Sobre esta pedra, 39
3. Primeiro ao judeu, 48

10/03 - Tema 2 – O Avanço do Cristianismo no Império até o ano 100 d.C
4. Também aos gregos, 52
5. Os livros e os pergaminhos, 60
6. Com os bispos e os diáconos, 67

17/03 - Tema 3 – A Luta Pela sobrevivência da antiga Igreja Católica imperial, ano 100 — 313 d.C

7. Cristo ou César, 73
8. Fábulas ou sã doutrina? 82

24/03 - Tema 3 – A Luta Pela sobrevivência da antiga Igreja Católica imperial, ano 100 — 313 d.C
9. Em defesa da fé, 90
10. A Igreja cerra fileiras, 98

31/03 - Tema 4 – A Supremacia da Antiga Igreja Católica Imperial, ano 313 — 590 d.C

11. A Igreja enfrenta o Império e os bárbaros, 104
12. O desenvolvimento doutrinário na Era conciliar, 111

14/04 - Tema 4 – A Supremacia da Antiga Igreja Católica Imperial, ano 313 — 590 d.C
13. A Era de ouro dos Pais da Igreja, 120
14. O cristianismo nos claustros, 129
15. Desenvolvimentos relacionados à hierarquia e liturgia, 135



Parte 2/4 - História da Igreja Medieval [590 — 1517]

28/04 - Tema 5 – O Surgimento do Império e do Cristianismo Latino-Teutônico,  ano 590 — 800 d.C

16. O primeiro papa medieval, 143
17. Expansão e retraimento do cristianismo, 148

05/05 - Tema 5 – O Surgimento do Império e do Cristianismo Latino-Teutônico, ano 590 — 800 d.C
18. O renascimento do imperialismo no Ocidente, 159

12/05 - Tema 6 – Avanços e Retrocessos nas Relações entre Igreja e Estado, ano 800 — 1054 d.C

19. A formação do sacro Império Romano, 167
20. Reavivamento e divisão na Igreja, 175


19/05 - Tema 7 – A Supremacia do Papado, ano 1054 — 1305 d.C

21. O apogeu do poder papal, 184
22. Cruzados e reformadores, 194

26/05 - Tema 7 – A Supremacia do Papado, ano 1054 — 1305
23. O saber e o culto na Idade Média, 207

02/06 - Tema 8 – O Declínio Medieval e a Aurora Moderna, ano 1305 — 1517 d.C

24. Tentativas de reforma interna, 219

16/06 - Tema 8 – O Declínio Medieval e a Aurora Moderna, ano 1305 — 1517 d.C

25. O papado enfrenta a oposição externa, 232

Parte 3/4 - História da Igreja Moderna [1517 e depois]

23/06 - Tema 10 – Reforma e Contra-Reforma, ano 1517 — 1648 d.C

26. Por que aconteceu a Reforma? 247
27. Lutero e a Reforma na Alemanha, 258
28. A Reforma na Suíça, 270


30/06 - Tema 10 – Reforma e Contra-Reforma, ano 1517 — 1648 d.C
29. A fé reformada fora da Suíça, 284
30. A Reforma e o puritanismo na Inglaterra, 295
31. A Contra-Reforma e o significado da Reforma, 311

AVALIAÇÕES:

  1. Trabalho individual.
  2. Entrega semanal dos fichamentos de cada capítulo dentro das normas de metodologia científica.


Textos Bíblicos para desempenho acadêmico de excelência e filosofia educacional deste professor e desta disciplina:

Daniel 1.19 - Então, o rei falou com eles; e, entre todos, não foram achados outros como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; por isso, passaram a assistir diante do rei. 1.20 - Em toda matéria de sabedoria e de inteligência sobre que o rei lhes fez perguntas, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos e encantadores que havia em todo o seu reino.

1 Coríntios 10.31 - Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.

Colossenses 3.17 - E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. 3.23 - Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens.


Referências Bibliográficas

História da Igreja - Básica

CAIRNS, E Earle. O cristianismo através dos séculos: uma história da Igreja cristã. 20ª ed. rev. atual. ampl. São Paulo: Vida Nova, 2008. (Leitura e Fichamento Obrigatório desta obra).
ECKMAN, James P. Panorama da história da igreja – Curso Vida Nova de Teologia básica. Vol. 4. São Paulo: Vida Nova, 2010.

HURLBUT, Jesse Lyman. História da Igreja Cristã. São Paulo: Editora Vida, 1995.
NICHOLS, Robert Hastings. História da Igreja Cristã. 13ª. ed. São Paulo: Cultura Cristã, 2008.
NOLL, Mark. Momentos decisivos na história do Cristianismo. São Paulo: Cultura Cristã, 2000.
SHELLEY, Bruce L. História do cristianismo ao alcance de todos. São Paulo: Shedd Publicações, 2004.
WALTON, Robert C. História da igreja em quadros: conheça melhor a história da igreja cristã por meio de tabelas e diagramas cronológicos e explicativos. São Paulo: Editora Vida, 2000.
WILLIAMS, Terri. Cronologia da história eclesiástica em gráficos e mapas. São Paulo: Vida Nova, 1993.

História da Igreja - Geral

BETTENSON, H. Documentos da Igreja Cristã. São Paulo: ASTE, 1998.                                                         
GONZÁLEZ, Justo. Ensaios sobre a história da igreja: Um vislumbre do futuro do cristianismo. São Paulo: Hagnos, 2010.
________________. Uma história ilustrada do Cristianismo. 10 vols. São Paulo: Vida Nova.
HALL, Christopher A. Lendo as Escrituras com os pais da igreja. 2ª. ed. Viçosa, MG: Ultimato, 2007.
HINSON, E. Glenn; SIEPIERSKI, Paulo D. Vozes do cristianismo primitivo. São Paulo: Temática Publicações, 1992.


História da Igreja Reformada – Geral

BIÉLER, André. O pensamento econômico e social de Calvino. Trad. Waldir Carvalho Luz. São Paulo: Casa Editora Presbiteriana, 1990.

LEITH, John H. A Tradição Reformada. São Paulo: Pendão Real, LINDBERG, Carter. As Reformas na Europa. São Leopoldo: Sinodal, 2001.

McKIM, Donald K. (org.). Grandes Temas da Tradição Reformada. São Paulo: Pendão Real, 1998.


História da Igreja Cristã e Reformada no Brasil

CRESPIN, Jean. A tragédia da Guanabara. Cultura Cristã, São Paulo 2007.

FERREIRA, Franklin. A presença dos reformadores franceses no Brasil colonial. In www.monergismo.com/textos/historia/presenca_reformadores_franceses.pdf acesso 28/01/08.

FERREIRA, Júlio Andrade. História da Igreja Presbiteriana do Brasil (Vol. I e II). São Paulo: CEP, 1992.

HACK, Osvaldo Henrique. Sementes do calvinismo no Brasil Colonial. Cultura Cristã. São Paulo.SP.2007.

LÉONARD, Émile-G. O protestantismo brasileiro. São Paulo: ASTE, 1967.

LÉRY, Jean. Viagem à terra do Brasil. São Paulo: Martins Editora,

MATOS, Alderi S. Os pioneiros presbiterianos do Brasil (1859-1900). São Paulo: Cultura Cristã, 2004.

_______________. Uma Igreja Peregrina: História da Igreja Presbiteriana do Brasil de 1959 a 2009. São Paulo: Cultura Cristã, 2009.

MENDONÇA, Antônio Gouvêa. O Celeste Porvir: A inserção do protestantismo no Brasil. São Paulo: Paulinas, 1984.

________________________; VELASQUES FILHO, Prócoro. Introdução ao Protestantismo no Brasil. São Paulo: Loyola, 1990.

REILY, Duncan A. História documental do protestantismo no Brasil. São Paulo: ASTE.

SCHALWIJK, Frans Leonard. Igreja e Estado no Brasil Holandês (1630 – 1654). Cultura Cristã. São Paulo. 2004.

_______________________. Igreja e Estado no Brasil Holandês. São Paulo: Cultura Cristã, 2004.

_______________________. Índios evangélicos no Brasil Holandês. Revista Fides Reformata. Vol. 2. nº1. São Paulo. 1997.

________________________. O Brasil na Correspondência de Calvino. Revista Fides Reformata.Vol.10. nº1. São Paulo.2004. p101-128.

_________________________. Por quê Calabar? Os motivos da traição. Revista Fides Reformata. Vol. 5. nº1. São Paulo 2000.


HISTÓRIA E PRÁTICA DA ESPIRITUALIDADE

CALVINO, João. As Institutas da Religião Cristã – Volume I. Trad. Odayr Olivetti. São Paulo: Cultura Cristã, 2006.

COSTA, Hermisten Maia Pereira da. João Calvino 500 anos: introdução ao seu pensamento e obra. São Paulo: Cultura Cristã, 2009.

FERREIRA, Wilson Castro. Calvino: Vida, Influência e Teologia. Campinas: Luz Para o Caminho, 1985.

GEORGE, Timothy. Teologia dos Reformadores. São Paulo: Vida Nova, 1994.

GOMES, Antônio Máspoli de Araújo. Religião, Educação & Progresso: A contribuição do Mackenzie College para a formação do empresariado em São Paulo entre 1870 e 1914. São Paulo: Mackenzie, 2000.

KNUDSEN, Robert D. O Calvinismo como uma força cultural. In: REID, W. Stanford (org.). Calvino e sua influência no Mundo Ocidental. São Paulo: Casa Editora Presbiteriana, 1990.

KUYPER, Abraham. Calvinismo. Trad. Ricardo Gouvêa e Paulo Arantes. São Paulo: Cultura Cristã, 2002.

LESSA, Vicente Themudo. Calvino 1509-1564: Sua vida e obra. São Paulo: Casa Editora Presbiteriana, 1969.

MCGRATH, Alister. A vida de João Calvino. São Paulo: Cultura Cristã, 2004.
_______________. Origens intelectuais da Reforma. Trad. Susana Klasse. São Paulo: Cultura Cristã, 2007.

PACKER, J. I. Entre os Gigantes de Deus: Uma visão puritana da vida cristã. São José dos Campos: Editora Fiel, 1996.

PIPER, John. Maravilhosa Graça na vida de William Wilberforce. Niterói, RJ: Tempo de Colheita, 2008.

SCHAEFFER, Francis A. Verdadeira espiritualidade: Uma vida cheia de beleza, admirada pelos de dentro e pelos de fora. São Paulo: Cultura Cristã, 1999.

SIDER, Ronald J. Cristianismo Genuíno: Aspectos essenciais de uma vida cristã autêntica. Campinas, SP: Editora United Press, 1999.

SPIEGEL, James S. Hipocrisia: Problemas morais e outros vícios. Rio de Janeiro: Textus, 2001.

WALLACE, Donald S. Calvino, Genebra e a Reforma. São Paulo: Cultura Cristã, 2003.


História de Seitas e Novos Movimentos Religiosos

ROMEIRO, Paulo. Decepcionados com a Graça: Esperanças e frustrações no Brasil neopentecostal.  São Paulo: Mundo Cristão, 2005.

_______________. Evangélicos em crise: Decadência doutrinária na igreja brasileira.  2ª. ed. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 1996.

________________. Supercrentes: o evangelho segundo Kenneth Hagin, Valnice Milhomens e os profetas da prosperidade.  São Paulo: Mundo Cristão, 1998.

_________________; ZANINI, André. Suor Carisma e Controvérsia: Igreja Mundial do Poder de Deus. São Paulo: Editora Candeia, 2011.

MATOS, Alderi Souza de; NICODEMUS, Augustus; PORTELA, Solano; CAMPOS, Heber Carlos de. Fé cristã e misticismo: Uma avaliação bíblica de tendências doutrinárias atuais. São Paulo: Cultura Cristã, 2000.


História e Historicismo: Reducionismo, Naturalismo Filosófico e Metodológico e Materialismo NA HISTÓRIA.

ANGLADA, Paulo Roberto Batista. Introdução à Hermenêutica Reformada: Correntes históricas, pressuposições, princípios e métodos linguísticos. Ananindeua: Knox Publicações, 2006.


ANPTECRE. Caderno de Resumos: Anais do III Congresso Nacional Anptecre - Teologia e ciências da religião: interfaces. Comunicação: A contribuição do pensamento reformacional de H. Dooyeweerd para o desenvolvimento de uma teoria da religião da religião. Luis Cavalcante de Souza Filho. São Paulo: 2011.



__________. Caderno de Resumos: Anais do III Congresso Nacional Anptecre - Teologia e ciências da religião: interfaces. Comunicação: Historicismo e o sentido da história na crítica do pensamento filosófico cosmonômico de Herman Dooyeweerd. Luis Cavalcante de Souza Filho. São Paulo: 2011.



__________. Caderno de Resumos: Anais do 3ª. Congresso Nacional Anptecre - Teologia e ciências da religião: interfaces. Comunicação: A teologia da economia no pensamento do filósofo católico Michael Novak. Luis Cavalcante de Souza Filho. São Paulo: 2011

BARCLAY, Oliver. Mente Cristã: o uso do intelecto na aplicação da verdade bíblica aos assuntos práticos do cotidiano. São Paulo: Cultura Cristã, 2010.

BARNA, George. Pense como Jesus: como pensar, decidir e agir em sintonia com Deus. São Paulo: Vida Nova, 2007.

BLAMIRES, Harry. A mente cristã: Como um cristão deve pensar? São Paulo: Shedd Publicações, 2006.

CALVINO, João. A instituição da religião cristã - Tomo I, Livros I e II. São Paulo: Editora UNESP, 2008.
______________. A instituição da religião cristã - Tomo II, Livros II e III. São Paulo: Editora UNESP, 2008.
______________. A verdadeira vida cristã. Trad. Daniel Costa. São Paulo: Novo Século, 2000.

______________. As Institutas da Religião Cristã: edição especial com notas para estudo e pesquisa. São Paulo: Cultura Cristã, 2006, 4 Vols.

CAMPOS, Heber Carlos. A "filosofia educacional" de Calvino e a fundação da Academia de Genebra. Fides Reformata. São Paulo: Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, v. 5, n. 1, 2000.

______________. A posição escatológica como fator determinante do envolvimento político e social. Fides Reformata. São Paulo: Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, v. 3, n. 1, 1998.

CASTRO, Luís Alberto. A política e os cargos eletivos de Calvino. Fides Reformata. São Paulo: Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper. v. 12, n. 2, 2007.

CARVALHO, Guilherme Vilela Ribeiro de (Org.). Cosmovisão cristã e transformação. Viçosa, MG: Ultimato, 2006.

CLOUSE, Robert, PIERARD Richard e YAMAUCHI, Edwin. Dois reinos. São Paulo: Cultura Cristã, 2003.

COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora como Viveremos? 3ª. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005.

_______________________________. O cristão na cultura de hoje.  2ª. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.

COSTA, Hermisten Maia Pereira da. Raízes da Teologia Contemporânea. São Paulo: Cultura Cristã, 2004.

DOOYEWEERD, Herman. No crepúsculo do pensamento: estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico. São Paulo: Hagnos, 2010.

FERREIRA, Franklin (Org.) A Glória da Graça de Deus: Ensaios em honra  a J. Richard Denham Jr. - Sobre História, Teologia, Igreja e Sociedade. São José dos Campos: Editora Fiel, 2010.

FONTES, Filipe Costa; GOMES, Davi Charles (Orient.). Estrutura/Direção: aproximações teóricas entre filosofia da ideia cosmonômica e os principais paradigmas do estudo da mudança social. 2009. 189 f. Dissertação (Mestrado em Teologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, São Paulo, 2009.

JOHNSON, Phillip E. Ciência, intolerância e fé. A cunha da verdade: rompendo os fundamentos no naturalismo. Viçosa, MG: Ultimato, 2010.
JONES, Peter. A ameaça pagã: Velhas heresias para uma nova era. São Paulo: Cultura Cristã, 2002.
LENNOX, John C. Por que a ciência não consegue enterrar Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2011.
LOPES, Augustus Nicodemus. A bíblia e seus intérpretes: uma breve história da interpretação São Paulo: Mundo Cristão, 2008.          
__________________________. O ateísmo cristão e outras ameaças à Igreja. São Paulo: Mundo Cristão, 2011.
___________________________. O que estão fazendo com a Igreja: Ascensão e queda do movimento evangélico brasileiro. São Paulo: Mundo Cristão, 2008.          

MACARTHUR, JONH (Org.). Pense Biblicamente: Recuperando a visão cristã de mundo. São Paulo: Hagnos, 2007.

OLIVEIRA, Fabiano de Almeida. A centralidade do conhecimento de Deus no pensamento de Herman Dooyeweerd. São Paulo: Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, 2009.

_________________________. Philosophando coram Deo: uma apresentação panorâmica da vida, pensamento e antecedentes intelectuais de Herman Dooyeweerd. Fides Reformata. São Paulo: Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, v. 11, n. 2, 2006.

_________________________. A relevância transcendental do deum et animam scire no pensamento de Herman Dooyeweerd. 2004. 336 f. Dissertação (Mestrado) - GOMES, Davi Gomes Charles (Orient.).Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2004.

PEARCEY, Nancy. Verdade Absoluta: Libertando o cristianismo de seu cativeiro cultural.  Rio de Janeiro: CPAD, 2006.

PIACENTE JÚNIOR, José Carlos. Resenha: No crepúsculo do pensamento ocidental. Fides Reformata. São Paulo: Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, v. 15, n. 1, 2010: 129-133.
RAMOS, Leonardo; CAMARGO, Marcel. AMORIM, Rodolfo (Org.). Fé cristã e cultura contemporânea. Viçosa, MG: Ultimato, 2009.
ROOKMAAKER, H. R. A arte não precisa de justificativa. Viçosa, MG: Ultimato, 2010.

SCHAEFFER, Francis. A arte e a Bíblia. Viçosa, MG: Ultimato, 2010.

SIRE, James W. O universo ao lado: um catálogo sobre cosmovisão. 4ª. ed. São Paulo: Hagnos, 2009.
VAN TIL, Cornelius . Pastor Reformado e o Pensamento Moderno: O evangelho apresentado como um desafio à descrença atual. São Paulo: Cultura Cristã, 2010.
VAN TIL, Henry R. O conceito calvinista de cultura. São Paulo: Cultura Cristã, 2010.
WALSH, Brian J.; MIDDLETON, J. Richard. A Visão transformadora: moldando uma cosmovisão cristã. São Paulo: Cultura Cristã, 2010.




TEORIA DA HISTÓRIA - HISTORIOGRAFIA

DOOYEWEERD, Herman. No crepúsculo do pensamento: estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico. São Paulo: Hagnos, 2010.
BLOCH, Marc. A sociedade feudal. Vol. 1. 2ª. ed. São Paulo: Edições 70, 2001.
___________ . A sociedade feudal. Vol. 2. São Paulo: Edições 70, 2009.

___________ . Apologia da história, ou, o ofíco de historiador. São Paulo: Jorge Zahar, 2001.

___________ . Os Reis Taumaturgos. Companhia das Letras. São Paulo. 2005.
___________ . Terra e seus homens: agricultura e vida rural nos séculos XVII e XVIII. São Paulo: EDUSC, 2001.
BRAUDEL, Fernand. Reflexões sobre a História. Martins Fontes. São Paulo. 1992
GOFF, Jacques Le. A bolsa e a vida. São Paulo: Civilização Brasileira, 2007.

________________. A idade média explicada a meu filho. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007.

________________. Em busca da Idade Média. São Paulo: Civilização Brasileira, 2005.

________________. Heróis e Maravilhas da Idade Média. Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

________________. História da Memória – Memória – Vol. 11. São Paulo: Edições 70, 2000.

________________. Luis XI, Cavaleiro, Cruzado, Homem Comun, Martir e Santo. São Paulo: Nacional, 1999.

________________. O Deus da Idade Média: conversas com Jean-Luc Pouthier. São Paulo: Civilização Brasileira, 2007.

________________. O homem medieval. São Paulo: Editorial Presença, 1998.

________________. O imaginário medieval. São Paulo: Estampa, 1994.

________________. Os Intelectuais na Idade Média. São Paulo: José Olympio, 2003.

________________. Para um novo conceito de idade média: tempo, trabalho e cultura no ocidente. São Paulo: Estampa, 2007.

________________. Reflexões sobre a História. São Paulo: Edições 70, 1999.

________________. São Francisco de Assis. Rio de Janeiro: Record, 2001.

________________. Uma breve História da Europa. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

________________. Uma vida para a História. 2ª. ed. São Paulo: UNESP, 2007.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas, SP: Editora Unicamp, 1994.
WELLS. G. G. História Universal. Editora Nacional, São Paulo 1968.







(*) Perfil do Prof. Luis Cavalcante










Nenhum comentário:

Postar um comentário