sexta-feira, 4 de maio de 2012

A esquizofrenia moral da modernidade

A esquizofrenia moral da modernidade


by O. Braga

“O primeiro prémio da justiça é sentir que se a pratica.” — Rousseau, in “Emile”



Enquanto Rousseau escrevia esta frase, os seus cinco filhos tinham sido abandonados por ele num orfanato. A modernidade é caracterizada por uma esquizofrenia moral explícita e obscena. A ética e a moral são abstraídas da realidade concreta, como se pertencessem a um universo paralelo, ou a uma realidade ficcionada e ideal.



Os livres-pensadores actuais vão mais longe: em vez de abandonarem os filhos em qualquer orfanato, matam-nos antes de nascerem; e continuam a falar de justiça.

O. Braga
Sexta-feira, 27 Abril 2012 at 4:40 pm
Tags: modernidade, Modernismo
Categorias: A vida custa, aborto, ética, cultura, filosofia
URL: http://wp.me/p2jQx-bgT


Divulgação: http://historiareformacional.blogspot.com/ / http://metodologiadoestudo.blogspot.com/



Nenhum comentário:

Postar um comentário