quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Agora sim! Professora esquerdista da FATEC é denunciada por doutrinar alunos, e a resposta dela é uma beleza…


Agora sim! Professora esquerdista da FATEC é denunciada por doutrinar alunos, e a resposta dela é uma beleza…

Clique no link abaixo para acessar a reportagem:
http://generoediversidadenaescola.blogspot.com.br/2013/11/agora-sim-professora-esquerdista-da.html

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

(Vídeo) - (Conhecendo um pouco da ideologia socialista e esquerdista) - A família no centro da política - O Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior.

(Vídeo) - (Conhecendo um pouco da ideologia socialista e esquerdista) - A família no centro da política - O Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior.

Clique no link abaixo para acessar o vídeo:
http://generoediversidadenaescola.blogspot.com.br/2013/11/video-familia-no-centro-da-politica.html

terça-feira, 19 de novembro de 2013

(Vídeo) - Revolução Russa e liberdade de expressão com o Prof. Rodrigo Gurgel - (Vídeo Proibido de Apresentar nas Escolas e nas Faculdades - Este material não atende o requisito de "doutrinação ideológica marxista dos pedagogos do MEC").

Publicado em 03/03/2013
Palestra de Rodrigo Gurgel no Círculo de Estudos Políticos - www.formacaopolitica.com.br

Bibliografia referente ao tema: "Anna, a voz da Rússia", Lauro Machado Coelho (Editora Algol); "Menos que um", Joseph Brodsky (Cia. das Letras); "A guerra particular de Lenin", Lesley Chamberlain (Editora Record); "Os males da ausência ou A literatura do exílio", Maria José de Queiroz (Topbooks Editora E Distribuidora); "A pessoa em questão", Vladimir Nabokov (Cia. das Letras); o ensaio "Conversas com Akhmatova e Pasternak", de Isaiah Berlin, presente no volume "Estudos sobre a humanidade" (Cia. das Letras); "Contra toda esperanza - memorias", Nadiezhda Mandelstam (Acantilado, Barcelona).




quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Um dos mais influentes economistas denuncia: Pensar está se tornando algo obsoleto (principalmente na universidade)


Olá amigos e amigas,


Se isto não é verdade, diga, que não é verdade, principalmente depois da leitura do artigo.

Um dos mais influentes economistas denuncia: Pensar está se tornando algo obsoleto (principalmente na universidade)

(...)

Se as instituições educacionais de hoje — desde escolas a universidades — estivessem tão interessadas em diversidade de ideias quanto estão obcecadas com diversidade racial e sexual, os estudantes ao menos adquiririam experiência ao ver as pressuposições que existem por trás de diferentes visões, e entenderiam a função da lógica e da evidência ao debaterem tais diferenças. No entanto, a realidade é que um estudante pode passar por todo o seu ciclo educacional, desde o jardim de infância até seu doutoramento, sem entrar em contato com absolutamente nenhuma visão de mundo que seja fundamentalmente diferente daquela que prevalece dentro do espectro de opiniões autorizadas e politicamente corretas que domina o nosso sistema educacional.


(...)

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://metodologiadoestudo.blogspot.com.br/2013/11/um-dos-mais-influentes-economistas.html

A luta do Professor e Historiador Ricardo da Costa para pensar além do reducionismo filosófico da mentalidade esquerdista - Professor na Universidade Federal do Espírito Santo - http://www.ricardocosta.com


Indicação do Livro: O Mínimo que Você Precisa Saber Para Não Ser um Idiota - Olavo De Carvalho | Editora Record

Indicação do Livro: O Mínimo que Você Precisa Saber Para Não Ser um Idiota - Olavo De Carvalho  |    Editora Record


Clique no link abaixo para acessar maiores informações:
http://metodologiadoestudo.blogspot.com.br/2013/11/indicacao-do-livro-o-minimo-que-voce.html

Indicação do Livro: Esquerda Caviar - a hipocrisia dos artistas e intelectuais progressistas no Brasil e no mundo

Indicação do Livro: Esquerda Caviar - a hipocrisia dos artistas e intelectuais progressistas no Brasil e no mundo

Rodrigo Constantino
Editora Record


Clique no link abaixo para acessar mais informações:
http://metodologiadoestudo.blogspot.com.br/2013/11/indicacao-do-livro-esquerda-caviar.html

(Vídeos) - O esquerdista Dr. Alfred Kinsey em suas próprias palavras: "Não existe nenhuma forma de sexo que seja anormal", inclusive a pedofilia (ou intimidade intergeracional") e a relação sexual de pais com filhos.

(Vídeos) - O esquerdista Dr. Alfred Kinsey em suas próprias palavras: "Não existe nenhuma forma de sexo que seja anormal", inclusive a pedofilia (ou intimidade intergeracional") e a relação sexual de pais com filhos.

Clique no link abaixo para acessar os vídeos:
http://alfredkinsey-brasil.blogspot.com.br/2013/11/videos-dr-alfred-kinsey-em-suas.html

terça-feira, 12 de novembro de 2013

domingo, 10 de novembro de 2013

A alegria de ser mulher e a armadilha feminista

A alegria de ser mulher e a armadilha feminista 

Clique no link abaixo para acessar a armadilha:
http://generoediversidadenaescola.blogspot.com.br/2013/11/a-alegria-de-ser-mulher-e-armadilha.html

Estudante envia mensagens racistas para si mesmo. Tentando obter algum tipo de lucro com acusações de "racismo", um estudante negro duma escola secundária, candidato a um cargo de liderança dentro do governo estudantil, enviou mensagens "racistas" a ele mesmo, tentando gerar algum tipo de controvérsia que garantisse uma vitória nas eleições.Estudante envia mensagens racistas para si mesmo. Tentando obter algum tipo de lucro com acusações de "racismo", um estudante negro duma escola secundária, candidato a um cargo de liderança dentro do governo estudantil, enviou mensagens "racistas" a ele mesmo, tentando gerar algum tipo de controvérsia que garantisse uma vitória nas eleições.

Estudante envia mensagens racistas para si mesmo. Tentando obter algum tipo de lucro com acusações de "racismo", um estudante negro duma escola secundária, candidato a um cargo de liderança dentro do governo estudantil, enviou mensagens "racistas" a ele mesmo, tentando gerar algum tipo de controvérsia que garantisse uma vitória nas eleições.

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://generoediversidadenaescola.blogspot.com.br/2013/11/estudante-envia-mensagens-racistas-para.html

(VÍDEO) - Técnicas Ideológicas para o Controle Mental das Pessoas através da Educação com a Cosmovisão Neo-Marxista.

(VÍDEO) - Técnicas Ideológicas para o Controle Mental das Pessoas através da Educação com a Cosmovisão Neo-Marxista.

Clique no link abaixo para assistir o vídeo:
http://generoediversidadenaescola.blogspot.com.br/2013/11/tecnicas-ideologicas-para-o-controle.html

(VÍDEO) - MARXISMO - A Destruição das Famílias


(VÍDEO) - MARXISMO - A Destruição das Famílias

Clique no link abaixo para acessar o vídeo:
http://generoediversidadenaescola.blogspot.com.br/2013/11/video-marxismo-destruicao-das-familias.html

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

O QUE É UM "REFORMADO"? por Augustus Nicodemus Lopes

O QUE É UM "REFORMADO"?

Ainda aproveitando o aniversário da Reforma...

O crescimento do interesse pela fé reformada em todo o mundo é um fato que tem sido notado aqui e ali pelos estudiosos de religião. Crescem em toda a parte a publicação de literatura reformada, o ingresso de estudantes em seminários e instituições reformadas, a realização de eventos, o surgimento de novas igrejas e instituições de ensino reformadas e o número de pessoas que se dizem reformadas, especialmente oriundas de denominações pentecostais.

Como se trata de um rótulo, é preciso definir “reformado.” Por “reformado” entendo aquele que adere a uma das grandes confissões reformadas produzidas logo após a Reforma protestante no século XVI, aos cinco grandes pontos dessa Reforma, que são Sola Scriptura, Sola Gratia, Sola Fides, Solus Christus e Soli Deo Gloria e aos chamados “Cinco Pontos do Calvinismo,” resumidos no acrônimo TULIP (Depravação total, Eleição incondicional, Expiação limitada, Graça irresistível e Perseverança final).

A Reforma produziu movimentos associados aos seus grandes líderes, os quais concordariam substancialmente entre si quanto aos “solas” e o TULIP, mas que divergiram em outros pontos. Refiro-me a luteranos, zuinglianos e calvinistas. Com o passar do tempo, o nome “reformado” foi se associando mais e mais aos calvinistas, de maneira que, de maneira genérica, os termos “reformado” e “calvinista” são usados hoje como similares.

Existe, todavia, um grande número de igrejas que são da "tradição reformada" mas que já não creem de maneira ortodoxa quanto a estas doutrinas. Geralmente essas igrejas não estão experimentando esse crescimento, mas um esvaziamento, como a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos e outras denominações historicamente ligadas à Reforma, mas que já não professam seus postulados. Por outro lado, da África, Coréia, China, Indonésia, por exemplo, chegam relatórios do florescimento calvinista. É claro que o calvinismo acaba recebendo diferentes interpretações e expressões em tantas culturas variadas, mas os pontos centrais estão lá.

Isso não quer dizer que os reformados são muito numerosos, comparados com pentecostais e arminianos, por exemplo. O que eu quero dizer é que os relativamente poucos reformados têm experimentado um crescimento que já chama a atenção de muitas denominações e tem provocado alertas da parte de seus líderes.

A ressurgência calvinista nos Estados Unidos não está ocorrendo somente entre os Batistas, mas entre muitas outras denominações. Um dos motores é o ministério de pastores reformados populares, como John Piper, R. C. Sproul, Mark Driscoll, J. C. Mahaney, Paul Washer , Tim Keller, Kevin DeYoung e John MacArthur, entre outros. Os eventos promovidos por eles recebem milhares de pastores de todas as denominações e seus livros são traduzidos em dezenas de línguas, inclusive em português. No Brasil temos quase todos os títulos destes autores.

Mas, o interesse maior na fé reformada no Brasil parece ser da parte dos pentecostais. Cresce a presença de pastores e líderes pentecostais nos grandes eventos reformados no Brasil. Cresce também o número de pentecostais que estão adquirindo literatura reformada. E cresce o número de igrejas pentecostais independentes que estão nascendo já com uma teologia influenciada pelo calvinismo. Algumas denominações pentecostais também vêm recebendo a influência calvinista a passos largos.

O ministério de editoras que publicam material reformado, como a Editora Cultura Cristã, a Fiel e a Publicações Evangélicas Selecionadas, por exemplo, tem servido para colocar as obras de reformados brasileiros e internacionais nas mãos dos evangélicos brasileiros ávidos por uma teologia consistente, e cansados dos excessos do neopentecostalismo e da aridez do liberalismo teológico.

Não tenho uma explicação definitiva para esse fenômeno do retorno da TULIP. No mínimo, é curioso que uma fé tão perseguida e odiada como o calvinismo, de repente, passe a ter mais aceitação. Poucos, na história da Igreja, foram tão mal entendidos, distorcidos, vilipendiados, odiados e amaldiçoados quanto João Calvino. Chamado de tirano, déspota, incendiário de hereges, frio, duro, determinista, criador do capitalismo selvagem, Calvino tem sofrido mil mortes nas mãos de seus detratores, os quais, na maioria das vezes, nunca leram sequer uma de suas obras, e que formaram sua opinião lendo obras de críticos.

Somente espero que, à medida que o movimento cresce no Brasil, os reformados aprendam a reter o que é essencial e bíblico na Reforma, sem tornar em matéria de fé aquilo que pertenceu a séculos passados em outras culturas, como, infelizmente, já tem acontecido no Brasil com alguns grupos. Que eles lembrem que a fé bíblica, que é a fé da Reforma, também pode se expressar dentro da rica e variada cultura brasileira.
 
Fonte: http://tempora-mores.blogspot.com.br/2013/11/o-que-e-um-reformado.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+blogspot/wFUcB+(O+Tempora,+O+Mores)

Joaquim Falcão 'falou e disse' sobre o cerceamento da liberdade acadêmica: é doutrinação e idolatria!

Joaquim Falcão 'falou e disse' sobre o cerceamento da liberdade acadêmica: é doutrinação e idolatria!

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://metodologiadoestudo.blogspot.com.br/2013/11/joaquim-falcao-falou-e-disse-sobre-o.html